Saiba como melhorar a saúde mental nos dias atuais

A pandemia do novo coronavírus já dura mais de um ano e, durante esse período, a liberdade de ir e vir e o convívio social foram bastante limitados. Para cumprir a quarentena de maneira correta, o distanciamento social foi indicado por governos e também instituições de saúde no mundo inteiro. No entanto, a solidão causada por essas restrições levantou outra enorme preocupação: a saúde mental na pandemia. Com uma nova onda de casos crescendo, as medidas de prevenção para Covid-19 ainda devem ser seguidas, mas o cuidado com o bem-estar psíquico deve ser levado a sério.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o país que apresenta maior prevalência de depressão na América Latina e também a nação mais ansiosa do planeta. E, para profissionais da psiquiatria, a solidão é reconhecida como um gatilho – um impulsor – de transtornos de humor.

Frente a um cenário de pandemia mundial, a comunidade médica se preocupa que uma epidemia paralela afete a saúde mental da população do país. O aumento do sofrimento psicológico, dos sintomas psíquicos e dos transtornos mentais já dão indícios nesse período que foi marcado como o primeiro pico dos casos.

Para suprir uma demanda alta e ajudar os brasileiros na compreensão desse momento tão traumático, diversos profissionais de psicologia estão realizando acolhimentos virtuais. Iniciativas que buscam a manutenção da saúde mental durante a pandemia.

Além dos cuidados profissionais, existem pequenas ações no cotidiano que podem ajudar no processo de lidar com o momento e com o distanciamento social. Confira algumas dicas para iniciar uma rotina mais leve e de autocuidado:

  • Lembre-se que você não está sozinho. Todos estão na mesma situação. E, apesar disso, cada um encontra uma melhor forma de lidar com este terrível momento. Não se compare com outras pessoas e tente encontrar o que mais funciona para você.
  • Este é um momento intenso e fora do comum. É totalmente normal se sentir bastante triste, assustado e/ou menos produtivo que o habitual. Uma pandemia e o distanciamento social geram diversas emoções que são difíceis de lidar. Novos sentimentos são aflorados. Não se cobre para estar bem 100% do tempo.
  • Observe suas demandas internas. Esconder e ignorar sentimentos não é nada saudável. Tente colocar tudo o que está acontecendo no mundo em perspectiva e relacione ao que você está sentindo.
  • Limite o tempo ligado nas notícias.  É importante estar bem informado, mas são muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo – e todos elas bastante intensas. Mudanças na rotina de trabalho, no relacionamento com amigos e também família, dilemas políticos e financeiros em todo o mundo. Estipule quanto tempo do seu dia você pode se dedicar ao consumo de notícias e, se necessário, reduza. Não se esqueça de buscar fontes oficiais para evitar fake news.

Ainda é preciso se manter o máximo possível dentro de casa, evitando aglomerações e tomando os devidos cuidados de higiene e distanciamento social. Durante a continuação da quarentena, comece a cuidar da sua saúde mental a partir de algumas práticas:

  1. Descanse. O sono regular interfere diretamente no nosso equilíbrio emocional. Portanto, tente dormir bem todos os dias. Busque atividades que auxiliem no sono profundo e de qualidade.
  2. Alimente-se bem. Ter atenção ao que se come e priorizar uma dieta balanceada permite a ingestão de todos os nutrientes necessários para nosso organismo. Isso ajuda no bom funcionamento dos processos químicos do cérebro. Cuidar do corpo também é cuidar da mente.
  3. Evite drogas como escape do estresse. Álcool e tabaco se tornam vícios perigosos e, a longo prazo, causam muitos malefícios à saúde física e mental.
  4. Fortaleça seus contatos, ainda que à distância. Uma conversa com amigos ou com a família por mensagens, ligações telefônicas ou por videochamadas pode aliviar sensações ruins. Também faz relembrar que existe uma rede de apoio com a qual você pode contar.
  5. Tire um tempo para você. Não preencha seus dias apenas com atividades obrigatórias – libere um espaço na sua agenda para ler um livro, assistir a um filme, aprender uma habilidade nova, fazer exercícios físicos sobre supervisão de um profissional de educação física, ouvir uma música, cozinhar com tranquilidade. A escolha é sua: por você e para você.

Esses são apenas alguns dos imensos aspectos que fazem a diferença para uma rotina saudável, que priorize o bem-estar e a saúde mental durante a pandemia. Leve muito em consideração aquilo que faz sentido de acordo com o seu estilo de vida e também preferências – e coloque em prática o que funciona pra você.

Siga o Personal André Zaady nas redes sociais:

Instagram

Facebook

Assista abaixo o programa Personal TV: