Pesquisa revela que a musculação reduz diretamente gordura no fígado

Alguns pesquisadores brasileiros da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e da USP (Universidade de São Paulo) numa parceria com colegas das universidades de Harvard e de Massachusetts College of Pharmacy and Health Sciences, nos EUA. Concluíram um trabalho publicado em abril no periódico internacional Journal of Endocrinology com o apoio da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), onde descobriram qual  o papel dos  exercícios musculares na ação de  distúrbios sobre um dos órgãos mais importantes e multifuncionais do nosso corpo, o fígado.

Alguns experimentos feitos com camundongos revelaram que 15 dias de treino moderado de força foram suficientes para diminuir o acúmulo da gordura no fígado e melhorar também no controle da glicose no organismo. É a primeira vez em que um estudo demonstra os efeitos especificamente do treino muscular e não exercícios aeróbicos, como caminhada e corrida, por exemplo.